Últimas:   Rádio Ecclesia, em Angola, continua limitada! ...............        Últimas:   Vamos continuar a corresponder ao desafio, em espírito de família ...............        Últimas:   A família VOX ...............        Últimas:   Sejamos firmes e fiéis na cultura do encontro! ...............        Últimas:   Vem aí nova mensagem para o Dia Mundial ...............        Últimas:   Bento XVI aponta para novos espaços de evangelização ...............        Últimas:   Por Mares Nunca Dantes Navegados ...............        Últimas:   Silêncio e palavra: caminho de evangelização ...............       

 

 

  

 

    A VOX
    Apresentação
    Estatutos VOX
    Corpos Sociais
    ÁREA PRIVADA
    Inscreva-se na VOX
    Sede

 

    Notícias VOX
    Últimas
    Encontros
    Prémios
    Comunicações

 

    Notícias Associadas
    Europa
    Amércia do Norte
    América do Sul
    África
    Ásia
    Oceania

 

    Ligações
    Ligações Úteis

 

      Contactos

 

   Tel: +351 218873723

   Telm: +351 960089158

   Fax: +351 218873723

   E-mail: geral@vox-radios.pt

   E-mail Presidente:

   presidente@vox-radios.pt

 


    Rádio Renascença

 

 

 

 Notícia


2005-11-16 18:21:31

Fazendeiro condenado em Roraima
Missionário português em Roraima denuncia terrorismo dos grandes fazendeiros
Fazendeiro condenado em Roraima por difamar missionário católico

Depois de cinco anos, tramitando pelos meandros da Justiça brasileira, foi julgada e expedida a acção condenatória de Wilson Bezerra, fazendeiro de Roraima que, em 3 de Maio de 2000, concedeu uma entrevista à revista de circulação nacional “Isto É”, difamando e caluniando o missionário da Consolata, padre Jorge Dal Ben.
Na entrevista publicada pela revista, Wilson Bezerra acusou irresponsavelmente o missionário de terrorista, contrabandista de pedras preciosas e aliciador de indígenas para formação de um exército paramilitar, sem, no entanto, apresentar nenhuma prova do que disse.
O fazendeiro afirmou ainda que o missionário era o responsável pelo fomento de uma guerrilha patrocinada pela Igreja Católica, com o intuito de invadir e se apoderar de “propriedades particulares” no norte de Roraima e delas retirar diamantes (referindo-se a fazendas que se encontravam ilegalmente na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, reconhecida e homologada pelo presidente brasileiro Lula da Silva em 15 de Abril deste ano).
Além de propagar as difamações e calúnias, Wilson Bezerra ainda ameaçou o missionário de morte: “Se eu perder a minha última fazenda e topar com o padre Jorge, acabo com ele”. A ameaça foi estampada em letras grandes, com a foto do fazendeiro (na foto). À época, a reportagem bombástica ganhou repercussão nacional e foi amplamente divulgada, até no estrangeiro.
Em sentença publicada no Diário do Poder Judiciário de de Setembro, o juiz Délcio Dias Feu, da 4.ª Vara Cível, condenou o fazendeiro a indemnizar o padre Jorge Dal Ben e mandar publicar na mesma revista a sentença que o condenou. A acção contra a revista “Isto É”, continua tramitando na Justiça.
Apesar da tardia e branda sentença não redimir os danos morais, emocionais e materiais causados ao missionário, aos povos indígenas e à Igreja Católica, este foi um passo decisivo para fazer justiça e punir aqueles que se utilizam do poder dos meios de comunicação para destruir, atacar e criar falsas verdades, servindo como exemplo aos que – como é comum em Roraima – caluniam e difamam de má fé.
Paula Brenha, de Roraima, Brasil – Fátima Missionária on-line

 

 Útimas notícias do tema

 

2005-11-16 19:04:26

Igreja e comunicação social na Assembleia do Regional Leste 1

 

2005-10-27 11:01:58

Lucro da Energias do Brasil quadruplicou até Setembro

 

 

 

 

 

 

 

 


VOX 2005 - Email: geral@vox-radios.pt

Webmaster

 

    Rádios Associadas
    Europa
    América do Norte
    América do Sul
    África
    Ásia
    Oceania
 
    Associadas

Em Processo de Adesão:

 

Rádio Timor Kamanek

Timor  Leste

 

 
    ARIC

 © 2017 VOX Associação Mundial das Rádios de Inspiração Cristã de Expressão Portuguesa. Todos os direitos reservados.