Últimas:   Rádio Ecclesia, em Angola, continua limitada! ...............        Últimas:   Vamos continuar a corresponder ao desafio, em espírito de família ...............        Últimas:   A família VOX ...............        Últimas:   Sejamos firmes e fiéis na cultura do encontro! ...............        Últimas:   Vem aí nova mensagem para o Dia Mundial ...............        Últimas:   Bento XVI aponta para novos espaços de evangelização ...............        Últimas:   Por Mares Nunca Dantes Navegados ...............        Últimas:   Silêncio e palavra: caminho de evangelização ...............       

 

 

  

 

    A VOX
    Apresentação
    Estatutos VOX
    Corpos Sociais
    ÁREA PRIVADA
    Inscreva-se na VOX
    Sede

 

    Notícias VOX
    Últimas
    Encontros
    Prémios
    Comunicações

 

    Notícias Associadas
    Europa
    Amércia do Norte
    América do Sul
    África
    Ásia
    Oceania

 

    Ligações
    Ligações Úteis

 

      Contactos

 

   Tel: +351 218873723

   Telm: +351 960089158

   Fax: +351 218873723

   E-mail: geral@vox-radios.pt

   E-mail Presidente:

   presidente@vox-radios.pt

 


    Rádio Renascença

 

 

 

 Notícia


2005-10-27 11:01:58

Lucro da Energias do Brasil quadruplicou até Setembro
São Paulo, Brasil, 26 Out (Lusa) - O lucro da Energias do Brasil quadruplicou para 284,1 milhões de reais (104 milhões de euros), nos primeiros nove meses deste ano, face a igual período de 2004, divulgou hoje a subsidiária da EDP - Energias de Portugal.


São Paulo, Brasil, 26 Out (Lusa) - O lucro da Energias do Brasil quadruplicou para 284,1 milhões de reais (104 milhões de euros), nos primeiros nove meses deste ano, face a igual período de 2004, divulgou hoje a subsidiária da EDP - Energias de Portugal.

Nos nove primeiros meses do ano passado, a Energias do Brasil registou um lucro de 69,9 milhões de reais (25,6 milhões de euros, ao câmbio actual).

O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) aumentou 32 por cento, de Janeiro a Setembro de 2005, para 718 milhões de reais (263 milhões de euros), face a igual período de 2004.

A receita operacional registou um aumento de 18 por cento para 4,4 mil milhões de reais (1,6 mil milhões de euros), no período em análise, refere a empresa em comunicado.

"Esse crescimento contempla os reajustes aplicados sobre as tarifas de 2004 da Bandeirante e da Escelsa, de 15,95 por cento e 4,96 por cento respectivamente, e os reajustes de 2005 da Enersul e da Escelsa, de 20,69 por cento e 4,93 por cento", salienta o comunicado.

O volume de energia distribuído pelas controladas do grupo aumentou 3,1 por cento nos nove primeiros meses de 2005 em relação a igual período do ano passado.

O comunicado realça ainda que, entre Janeiro e Setembro, o volume de energia comercializado registou um crescimento de 28,9 por cento.

As acções da Energias do Brasil iniciaram negociação no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), no dia 13 de Julho de 2005, sob código ENBR3.

"A reorganização societária, concluída nos primeiros meses do ano, e a migração dos accionistas minoritários das distribuidoras concentrou a liquidez do grupo apenas na ENBR3", realça o comunicado.

Nos nove primeiros meses, a Energias do Brasil investiu 835,3 milhões de reais (306 milhões de euros), número que se compara a 740,6 milhões de reais (271,3 milhões de euros), em igual período de 2004.

Os investimentos totais deverão ascender a mil milhões de reais (366 milhões de euros) este ano, com destaque para a construção da barragem de Peixe Angical, que deverá iniciar a produção de energia em Maio de 2006.

Está previsto igualmente para o próximo ano o início de operação da quarta unidade geradora da Barragem de Mascarenhas (50 MW adicionais), localizada no estado do Espírito Santo.

No sector de distribuição, além dos investimentos em manutenção e expansão das redes, foram direccionados 101,9 milhões de reais (37,3 milhões de euros) para projectos de universalização neste ano.

A dívida da Energias do Brasil somava 2,9 mil milhões de reais (1,06 mil milhões de euros), a 30 de Setembro de 2005, uma redução em relação aos 3,6 mil milhões de reais (1,3 mil milhões de euros) registados no fim de Dezembro de 2004.

"A redução é fruto das operações realizadas ao longo do exercício, nomeadamente a oferta de acções e a capitalização da dívida sénior [o pagamento desta dívida é prioritário] da Escelsa, medida que também influenciou a redução da exposição da dívida à moeda estrangeira na comparação com Dezembro de 2004", lê-se no comunicado.

No Brasil desde 1996, o grupo EDP possui investimentos de mais de dois mil milhões de euros nos sectores de produção, distribuição e de comercialização de energia.

No sector de produção de energia eléctrica, os destaques são as barragens de Peixe Angical, actualmente em construção, e Lajeado (902 megawatts), ambas no Estado do Tocantins, na região Centro-Oeste do Brasil.

O grupo português controla as distribuidoras de energia Bandeirante (Estado de São Paulo), Enersul (Mato Grosso do Sul) e Escelsa (Espírito Santo), e a Enertrade, empresa de comercialização de energia.

As três distribuidoras de energia eléctrica servem cerca de 12 milhões de habitantes, com a comercialização de um volume de energia que equivale a 60 por cento da EDP - Energias de Portugal.

 

 Útimas notícias do tema

 

2005-11-16 19:04:26

Igreja e comunicação social na Assembleia do Regional Leste 1

 

2005-11-16 18:21:31

Fazendeiro condenado em Roraima

 

 

 

 

 

 

 

 


VOX 2005 - Email: geral@vox-radios.pt

Webmaster

 

    Rádios Associadas
    Europa
    América do Norte
    América do Sul
    África
    Ásia
    Oceania
 
    Associadas

Em Processo de Adesão:

 

Rádio Timor Kamanek

Timor  Leste

 

 
    ARIC

 © 2017 VOX Associação Mundial das Rádios de Inspiração Cristã de Expressão Portuguesa. Todos os direitos reservados.